Publicado em 18 de fevereiro de 2019 por Laura Quariguazy - Roteiro
Oito orientais para quem quer fugir do yakisoba e sushi
Afinal, os 17 países do leste e sudeste asiático têm muito mais pratos do que se imagina

Sejamos honestos: por fatores de distanciamento cultural, dificuldade em conseguir bons ingredientes e até interesse dos próprios brasileiros; sabe-se muito pouco do que circula pelas panelas do oriente. Especificamente o leste e sudeste asiático – fora China e Japão com seus yakisobas, sushis, sashimis e frango xadrez.

E as boas experiências gastronômicas, em que se conhece às claras como se faz um prato, quem o faz, porque o faz e porque serve como serve, são excelentes instrumentos para se adquirir cultura, e sentir-se feliz e completo, por mais distante que seja o objeto culinário (no caso da Ásia,ao menos dez mil quilômetros).

Para os interessados em comida da Ásia, mais especificamente dos dezessete países que compõem o leste e sudeste asiático, selecionamos um roteiro com o que mais importa – a tradição e autoridade no preparo. E é isso que vale.

Qin Tian Te Wei

Mais cantonês, impossível. O Qin Tian é uma casa simples e rústica – sem luxo na decoração ou no atendimento. Fica em frente ao Pistão Sul, podendo facilmente ser acessado por quem anda de ônibus ou metrô. No Qin, um dos pratos mais pedidos é o “Franbambu” (R$ 21), frango frito que vem com brotos de bambu e molho agridoce chinês. Os acompanhamentos são pedidos à parte. A Marinada à moda chinesa (R$ 27), com frutos do mar, legumes e ovos de codorna também é uma combinação que revela sabores diferentes dos que o brasileiro está habituado. Os valores são referentes à meia porção.

CSE 6, Loja 20. Pistão Sul, Taguatinga. (61) 3964-8482. Todos os dias, de 11h às 14h e das 19h às 22h.

Bali

Em Brasília desde 1995, o restaurante Bali foca em comida balinesa e javanesa – ou seja, da Indonésia. Porém, as duas “modas” resultam em sabores bem diferentes. Os pratos que merecem mais atenção são os de frango: à moda Java (Pedaços de coxas e sobrecoxas com osso, cozidos em molho de açafrão, leite de coco, tamarindo, alho, cebola, coentro em grãos, erva cidreira, erva doce, sal e açúcar e depois fritos); à moda Bali (pedaços com osso, refogados na manteiga com molho de soja doce com sumo de limão) e com manga (Pedaços de frango sem osso com molho de soja, broto de bambu, algas e pedaços de manga). Os valores das refeições citadas estão na casa dos R$ 40, sem acompanhamentos. Sobre o ambiente, a simplicidade reina. Mesas confortáveis e alguns itens de decoração que remetem ao oriente.

410 Sul, Bloco D. 3443-0940. Segunda a sexta, das 11h às 18h. Sábado, das 11h às 17h.

Happy House

Primeiro e único restaurante sul coreano de Brasília, o Happy House tem comida brasileira no buffet em self service, e comida típica no à la carte – que é a grande atração da casa. Para conhecer o clássico da culinária da Coreia, as receitas mais indicadas são o “Bibimbap” (R$ 45), um ‘panelão’ com cenoura, vagem, brócolis, broto de feijão e carne desfiada e cogumelos refogados, tudo temperado com pasta de pimenta e coroado por um ovo frito; e o “Bulgogui”, um tipo de churrasco coreano com molho adocicado. Um tempero que não pode passar batido é o kimchi, conserva de acelga, nabo, cebolinha e pimenta. Vale misturar um pouco desse acompanhamento principalmente com o arroz.

Piso P2, 2° subsolo, na praça de alimentação do Venâncio Shopping. Segunda a sexta, das 11h às 21h. Sábado, das 11h às 15h.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Guia de onde comer em Brasília (@gulacerta) em

Umami Deli

Autodenominada primeira delicatessen japonesa (souzai-ya) de Brasília, o Umami traz marmitas. Simplesmente marmitas. São principalmente donburis (R$ 26) e bentôs (R$ 39 ou R$ 45). A diferença entre eles está na apresentação mais do que na composição: os donburis são como pokes, servidos em potes para misturar. Já o bentô é mais parecido com a marmita brasileira. Há alternativas com tofu, curry japonês, frango frito e porco. Por último, cabe elogiar os guiozas (R$ 18 a porção com seis peças), que vêm acompanhados de um molho com cebolinha.

414 Sul, Bloco B, Loja 31. Segunda a sexta, das 11h às 19h. Sábado, das 11h às 17h.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por UMAMI DELI (@umami.deli.bsb) em

Kannika

Mistura de tailandês com indiano, o Kannika é uma casa aconchegante, ideal para um primeiro contato com receitas orientais. Cabe citar a Som Tam, salada tailandesa de mamão papaia verde em tiras com amendoim torrado, tomates, lentilha, e pimentão ao molho tailandês, por R$ 22. Já a Tom Kha Gai é uma sopa que mistura frango com leite de coco, capim limão e pimenta, custando R$ 30. Há várias opções de pad thai e os arrozes fritos, em cifras em torno de R$ 40. Na parte indiana, um dos indispensáveis é o Gulab jamun (R$ 10),bolinho de leite em pó com calda de leite de rosas.

CLS 408, Bloco C, Loja 13. (61) 3242 7271. Segunda a quinta, das 19h às 23h. Sexta a domingo, das 12h às 16h e das 19h às 23h

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Kannika (@kannika408sul) em

 

Não satisfeito? Conheça outras três opções:

Yuzu-an

Japonês mais clássico, o que poderia fugi-lo do lista, o Yuzu-an é um ponto fora da curva por sua relação com os combos de carne crua. No estabelecimento praticamente não monta-se sushis. Além de muito macarrão, há curiosidades como currys japoneses, e até uma categoria mais difícil de ser seguida nas casas especializadas – a das sobremesas. No Yuzu-an, há bolinho de chá verde, entre outras delícias. Preços de pratos individuais circulam na casa dos R$ 50.

Clube Cultural e Recreativo Nipo Brasileiro. Setor de Clubes Sul, Trecho 1, Lote 1

 

Donburi Cozinha Nikkei

Muito semelhante ao Umami Deli, o Donburi serve comida japonesa do dia a dia. A diferença é a quantidade de opções, que no segundo é mais limitada, voltada aos donburis – tigelas japonesas servidas com arroz, proteína e muitos legumes.  O japonês trabalha com delivery, que atende toda a região do Plano Piloto, além de Sudoeste, Noroeste, Cruzeiro e Octogonal e Lago Sul. E acabam de chegar em Águas Claras.

Todos os dias, delivery das 10h30 às 22h30. Por telefone: (61) 9 9427-5001, ou pelo site www.donburidelivery.com.

Setor Bancário Sul Q. 2 Edifício João Carlos Saad 1 – Seg a Dom 11h30 às 22h30
R. Babaçú – Águas Claras, Brasília – DF, 70297-400 Ter a Dom 17h às 22H

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Guia de onde comer em Brasília (@gulacerta) em

 

Genghis Khan

Considerado o “primo rico” da lista ao lado de Yuzu-an, Genghis é a casa ideal para quem está disposto a investir em aspectos mais suntuosos da comida. Isso porque a proposta da casa é que o cliente finalize seu prato na mesa, em um tipo de churrasqueira. O cardápio gira em torno de cifras de R$ 40 a R$ 80.

214 Norte, Bloco C. Terça a domingo, das 18h30 às 22h30.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Restaurante Genghis Khan (@genghis_khanbsb) em

Últimas notícias

Veja mais notícias